ARTIGO O Food Defense Revolucionário de 2020 (Jessica Carla de Azevedo, Parceira da AGQ)

O Food Defense Revolucionário de 2020

 

O Food Defense nada mais é do que procedimentos e práticas adequadas visando Defender os Alimentos de contaminações, por consequência a proteção da saúde dos consumidores. Anteriormente o Programa de Food Defense era aplicado e conhecido basicamente por grandes indústrias de alimentos, no entanto a pandemia mudou esse cenário.

Restaurantes, serviços de entrega de lanches, mercados, transportadores e demais envolvidos na fabricação, transporte e entrega de alimentos, com a finalidade de atender as legislações relacionadas ao COVID-19 implementaram sem nem notar procedimentos e práticas de Food Defense.

                Um exemplo claro é o uso de máscaras em pequenas empresas produtoras de alimentos e restaurantes, assim como, em cirurgias o médico utiliza máscaras para proteger o paciente, os manipuladores de alimentos passaram a utilizar como forma de minimização de transmissão do COVID-19 e como resultado temos uma prática que defende os alimentos das contaminações biológicas que a saliva dos manipuladores pode transmitir aos alimentos.

                A disponibilização de Álcool Gel 70% em mercados é outro exemplo claro de Food Defense, podemos cair na tentação de supormos que essa prática visa apenas a proteção de seres humanos quanto ao contágio do COVID-19, no entanto essa prática vai além disso. Ao tocarmos alimentos na fruteira, por exemplo, estamos contaminando os mesmos com nossas bactérias naturais (Staphylococcus aureus é uma dessas bactérias) e o próximo cliente que tocar esse alimento estará tecnicamente “pegando” nossas bactérias.

                Diversos controles e práticas foram adotadas nos últimos meses com a justificativa de cumprir legislação e preservar a saúde dos funcionários e clientes, mas todas essas práticas vão além disso. Todas as práticas adotadas realizam também a importante missão de defender a Segurança dos Alimentos.  Uma revolução de Food Defense está se formando e é o momento para que essas práticas permaneçam e se consolidem.

 

Jessica Carla de Azevedo (Parceira da AGQ, coordenadora em Gestão da Qualidade e Meio Ambiente. Técnica em Química

e graduanda em Engenharia Química com 7 anos de atuação na área de Alimentos e Transportes de Alimentos)

Confira também:

8 Dicas para Aproveitar ao Máximo o Feriado em Família

A Armadilha da Análise da Causa (Antonio Kossmann Miozzo - Consultor da AGQ)

A Rotina do “Círculo Vicioso” e o ponto de corte para o “Círculo Virtuoso” (Antonio Kossmann Miozzo - Consultor da AGQ)