Texto: Jamais esqueça quando for mediador de conflitos - Por Angelo Pastro - Consultor AGQ

        Quando houver impasse sobre determinado assunto durante a reunião e as partes estão resistentes em ceder a uma possível solução ou sob o melhor caminho, e se você é o responsável pelo resultado lembre-se: - trate de conhecer os dois lados e evitar a qualquer custo se inclinar para uma das partes.

        Se você forçar um desfecho certamente o conflito tende a se estender muito mais que o necessário, até porque as partes vão se sentir desprestigiadas. Então comece a conhecer os dois lados da história, pois ambas as partes merecem tempo e espaço para dizer o que pensa e contarem o seu lado da história.

        Você tem a chance de intervir e ajudar a libertar a tenção criada pelo conflito, as chance de sucesso aumentam. Como mediador seja receptivo e tente concluir a narrativa das partes com as palavras utilizadas pelos envolvidos de maneira a fornecer uma percepção o mais fidedigna possível para resolver a situação.

        Não precisa escolher um lado e sim desenvolver caminhos para que o impasse desapareça através de soluções que os envolvidos se conscientizem que é o melhor caminho.

        O convencimento aflora muito mais com um clima de tranquilidade onde todos não vão perder o seu espaço dentro da organização. Mais um detalhe fundamental para minimizar o conflito, aja com rapidez, caso contrário as partes podem concluir que existe menosprezo do mediador e por consequência da direção da empresa.

 

Confira também:

8 Dicas para Aproveitar ao Máximo o Feriado em Família

Ações neste período de CRISE - Instrutor Cesar Roth

AGQ Auditorias